24 de Setembro de 2013

 

 

Em 1918, estava Alfredo com 27 anos,  o novo regime da Republica ainda não está bem cimentado, há desacatos e antros de má fé, em que Alfredo não se mete, anda nos bailaricos de Campo de Ourique e de Alcântara, e como já se explicou no carnaval não falta com a sua contribuição nas cegadas. Mas toma conhecimento que na  "A Voz do Operário" se reúnem pessoas de cultura acima da média, que mantém discussões quer politicas quer culturais, faz-se sócio, e é por aí que passa a ser visto com frequência. Aliada a uma   predisposição   para ler , foram decerto estas reuniões, muitas delas com debates poéticos,  que  muito contribuíram para aumentar  a sua cultura geral, o que aliás se vem a verificar na sua dicção e divisão dos versos que canta, assim como na escolha e análise que faz aos poemas que escolhe, não nos podemos esquecer que Alfredo só tem a 4ª classe, tirada em 1899. 

 

 



Grande fadista amigo e meu igual,

meu igual na tristeza e na amizade —

quem, porventura, com justiça, há-de

retratar-te por forma original?!

 

Se este retrato alguma coisa vale,

mais do que ao Afecto, devo-o à Verdade:

— Tu és, no sentimento da Saudade,

o fadista maior de Portugal.

 

Ente o povo sofreste, e tens do povo

toda a expressão de amor  — glória suprema

de quem para o cantar nasceu talvez...

 

A  tua alcunha «Marceneiro», eu louvo:

Vale mais que um brazão. Vale um poema.

                                —  Vale a alma do Povo Português!

 

 

 





Poema de Armando Neves dedicado a Alfredo Marceneiro, publicado no jornal "Stadium" em 1941

Free Guestmap from Bravenet.com
publicado por Vítor Marceneiro às 21:29
: Ouvir para Aprender
CLIQUE NA FOTO PARA SE INSCREVER
Este blogue é propriedade da Associação Cultural de Fado " "O Patriarca do Fado", assim como a página na rede social Facebook, com o mesmo título genérico. a ACFPF, é uma associação sem fins lucrativos e registada na Conservatória do Registo Comercial R.N.P.C. de Lisboa, sob o nº 900/2012. Contribuinte nº 510431720. Alfredo Marceneiro é marca registada no INIP com o número 510495150. Todo o conteúdo está protegido por "copywrite ©", direitos conexos e afins, pelo que não poderá ser usado para fins que não sejam a sua divulgação e a devida autorização.
Busto de Alfredo Marceneiro por Dr. Francisco Faria Pais Busto de Alfredo Marceneiro por Dr. Francisco Faria Pais