23 de Março de 2016

Marceneeiro águia..jpg

 

 

Alfredo Marceneiro canta:

OH! ÁGUIA

Poema de Henrique Rego - Musica Armandinho

 

 

" OH ÁGUIA "

 

Letra de Henrique Rego  Música de Armandinho

 

Oh águia que vais tão alta

Num voar vertiginoso

Por essas serras d´além

Leva-me ao céu, onde tenho

A estrela da minha vida

A alma da minha mãe

 

Loucos sonhos juvenis

Fervilham na minha mente

Que me fazem ficar chorando

Quando tu águia imponente

Te vejo transpor voando

As serras e os alcantis

 

Quando te vejo voar

Pelo vasto firmamento

Sobre as campinas desertas

Com profundo sentimento

Tu em meu peito despertas

Sonhos que fazem chorar

 

Oh velha águia altaneira

Vem aliviar-me, vem

Do mal que me vem o ferir

Vê se ao céu, me transportas

Para de beijos cobrir

A alma de minha mãe

 

 

Free Guestmap from Bravenet.com
publicado por Vítor Marceneiro às 20:00
CLIQUE NA FOTO PARA SE INSCREVER
Este blogue é propriedade da Associação Cultural de Fado " "O Patriarca do Fado", assim como a página na rede social Facebook, com o mesmo título genérico. a ACFPF, é uma associação sem fins lucrativos e registada na Conservatória do Registo Comercial R.N.P.C. de Lisboa, sob o nº 900/2012. Contribuinte nº 510431720. Alfredo Marceneiro é marca registada no INIP com o número 510495150. Todo o conteúdo está protegido por "copywrite ©", direitos conexos e afins, pelo que não poderá ser usado para fins que não sejam a sua divulgação e a devida autorização.
Busto de Alfredo Marceneiro por Dr. Francisco Faria Pais Busto de Alfredo Marceneiro por Dr. Francisco Faria Pais